Sem categoria

Entrevista Dra. Karoline Rodrigues

Sicy Melo
Escrito por Sicy Melo
Ajudamos você

Quer ter aconselhamento? Deixe seu email

  1. Porque os idosos são considerados grupo de risco?

Os idosos são mais vulneráveis ao Covid-19 principalmente pela mudança do sistema imunológico (de defesa) que ocorre com o envelhecimento. Porém outros fatores também influenciam : idosos com mais doenças crônicas, ou doença grave, desnutrição, idoso acamado, com fragilidade ou mais dependentes, são os com mais risco de gravidade.

2. Quais os cuidados que os idosos precisam ter?

Justamente por serem o grupo que está mais propenso a sofrerem complicações caso sejam infectados pelo vírus, que orientamos bastante nesse momento que os idosos fiquem em casa e evitem sair, a não ser que seja extremamente necessário.

Caso precisem fazer compras, se não tiverem auxílio, que peçam delivery. Saiu de casa, use mascará. E se for a algum lugar que vai tocar nas coisas, use inclusive luvas caso tenha. Se em casa existir alguém com sintomas gripais, que essa pessoa seja isolada, usando mascaras e que evite tocar ou chegar perto do idoso.

Pratos e talhares do idoso sejam separados para que as outras pessoas não toquem nas coisas dele.

Nesse momento devem ser evitados os tratamentos preventivos, como fisioterapia por exemplo. Somente o necessário.

Para os idosos mais dependentes, que tenham acompanhamento de cuidadores em domicilio é preciso redobrar os cuidados de higiene de quem cuida. Lavar as mãos o tempo todo. Evitar passar as mãos nos olhos, nariz. Quando for tocar no idoso, lavem a mão, passem o álcool gel. Evitem tocar nas coisas. Não dar beijos e abraços no idoso nesse momento. E manter esses cuidados quando estiver fora da casa do idoso também, já que o cuidador vai voltar e pode acabar trazer o vírus para dentro do domicilio do idoso.

Sempre pedimos para que o idoso tenha socialização, mas nesse momento é ficarem casa.

3. O que podemos fazer para ajudar os idosos durante esse período?

Devemos tentar ajudar pessoas acima de 60 anos seja da nossa convivência ou não. Você pode ajudar a fazer as compras do supermercado; orientar em questões de informática e acesso on-line para resolver problemas bancários ou outros; ou Comprar as medicações do idoso. Se você tem um vizinho idoso que não tem filhos, ajude-o. Faça as compras para ele.
Veja o que ele precisa. Não espere que o idoso peça. Eles nem sempre pedem. É importante lembrarmos que a saúde mental e emocional dos idosos estão sendo afetadas. A pessoa se vendo em uma situação turbulenta, ouvindo o tempo todo que são vulneráveis, que são grupo de risco, que idosos morre mais, que o idoso deve ficar isolado! Nossa, imaginem como eles não estão se sentindo! Alguns não vão aceitar a situação, vão negar. E por isso acabam pensando: “eu não sou vulnerável, não preciso de ajuda. Eu posso e vou fazer sozinho”.
Então demonstrem solidariedade, não espere o pedido. Ofereça ajuda antes.
Todavia é Importante lembrarmos que parte desses idosos tem a sua autonomia, sabem o que querem é o que podem ou não fazer. Então devemos respeitar. Não temos como prender o idoso em casa. Assim, se o idoso insiste em sair de casa, podemos apenas apelar pelo bom senso e conversarmos para que eles se protejam e protejam os outros.

4. Qual a importância da vacinação para os idosos?

A vacinação é extremamente importante. A campanha de vacinação é para a Influenza, um vírus que causa outro tipo de gripe. Aqueles que estão vacinados e desenvolverem um quadro gripal, já saberemos que não será pelo vírus influenza, e passaremos a analisar as outras possibilidades, principalmente quanto ao covid-19.

5. Recomenda alguma atividade que os idosos possam fazer em casa para se manterem ativos

Temos que ver que as atividades vão variar de acordo com a independência do idoso. O idoso que tem uma vida ativa, independente, com várias atividades, em casa pode usar a internet para pesquisar cursos, cuidar das plantas, fazer os exercícios com orientações – na internet temos vários educadores físicos que estão fazendo orientação on-line, colocar a contabilidade em dia.

Já os idosos mais dependentes, com mais restrições, eles podem fazer exercícios específicos. Existem sites com orientações para idosos mais dependentes, que precisam de mais cuidados para realizarem atividades físicas. Quantos aos estímulos, eles dependem das doenças e limitações dos pacientes. Se o idoso gosta de jogar baralho, domino, pintar, ouvir música, dançar, rir, ele pode e deve fazer.

Não é porque estamos dentro de casa que não podemos fazer atividades prazerosas e estimular os idosos para que eles possam relaxar diante dessa nuvem negra que está pairando em cima da cabeça de todos.  

Deixe uma resposta

O que achou? Conte para nós.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

l